www.centrocelsofurtado.org.br


Boletim n.45


Imprimir



 

Boletim n.45

27 de março de 2018

 

 

Novas Aquisições

 

  

 

 

OLIVEIRA, Francisco de. Brasil: uma biografia não autorizada. São Paulo: Boitempo, 2018. 174 p. ISBN 978-85-7559-593-0.

 

Sinopse:

O país do futuro não se realizou. Eis o tema da antologia Brasil: uma biografia não autorizada, na qual o leitor encontrará uma síntese da produção intelectual mais recente de Francisco de Oliveira, que analisa o Brasil em suas particularidades e contradições. Entre outros escritos do autor, o livro inclui um longo ensaio histórico sobre a formação do país e o artigo em que se deu a gênese do conceito de “hegemonia às avessas” para tratar do momento político iniciado na fase lulista. A obra reconstitui o itinerário de um sociólogo e economista que produziu uma obra indissociável da realidade social que viveu e se dispôs a desvendar e a transformar. 

A pena e a voz polêmica do autor pernambucano também retomam a época da criação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), da resistência à ditadura nos áureos tempos do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) e da imprensa alternativa e da construção do Partido dos Trabalhadores, além dos governos eleitos de seus amigos Fernando Henrique Cardoso e Lula, que posteriormente o decepcionaram, ao abençoar o “eterno casamento entre o atrasado e o avançado” que caracterizaria o capitalismo brasileiro.  

Com a verve polêmica de sempre, Oliveira nos convida a encarar o que restou do “país do futuro”, num momento em que a hipótese de uma superação do subdesenvolvimento não está mais em questão sem que, em seu lugar, uma nova rota de acesso à modernidade democrática esteja em vista. Na apresentação, Fabio Mascaro Querido e Ruy Braga traçam uma breve biografia do autor, destacando momentos importantes de sua trajetória intelectual em relação ao próprio contexto brasileiro.

 (Orelha: Marcelo Ridenti)

 

 

 


 

MESQUITA, Gustavo. Gilberto Freyre e o Estado Novo: região, nação e modernidade. São Paulo: Global, 2018. 239 p. ISBN 978-85-260-2382-6.

 

Sinopse:

"Gilberto Freyre e o Estado Novo: região, nação e modernidade" é fruto de uma densa pesquisa cujo maior objetivo era entender o impacto do pensamento do sociólogo pernambucano, formado ao longo dos anos 1930 e 40, na construção da nação realizada pelo Estado Novo de Getúlio Vargas. O livro analisa o negócio entre o sociólogo e o regime em torno da união das tradições regionais com a modernidade nacional. Durante a graduação em História, Gustavo leu as biografias "Um vitoriano dos trópicos", de Maria Lúcia Pallares-Burke, e "Gilberto Freyre: uma biografia cultural", dos uruguaios Enrique Larreta e Guillermo Giucci e captou uma das lições presentes em ambos os livros: o regionalismo nordestino ainda estava por ser entendido em suas relações com as mudanças urbano-industriais iniciadas em 1930. O historiador decidiu, então, levar adiante essa empreitada no mestrado, lendo as obras de outros especialistas no tema e investigando muitos acervos documentais. Trabalho vencedor da 6ª edição do Concurso Nacional de Ensaios/Prêmio Gilberto Freyre 2016-2017, "Gilberto Freyre e o Estado Novo" é uma reflexão vigorosa e inovadora que aborda com extrema propriedade o entrelaçamento existente entre memória, história e invenção da nação.

 

(Site Livraria Cultura)

 

 





 



A Biblioteca Celso Furtado não terá atendimento externo no dia 06/11/2018.

 














Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento
Av. Rio Branco, 124, sala 1304, 13º andar | Ed. Edson Passos - Centro
Rio de Janeiro, RJ, Brasil. CEP: 20040-001

Tel.: 55 (21) 2178-9541


e-mail: biblioteca@centrocelsofurtado.org.br

Horário de funcionamento:
De 2ª a 6ª feira, das 10h às 13h e das 14h às 18h

Centro Celso Furtado © 2006 - Todos os direitos reservados