www.centrocelsofurtado.org.br


Boletim n.39


Imprimir



 

 

Boletim n.39
10 de julho de 2017
 
 
Novas Aquisições
 
 
 
 
CARVALHO, Glauber Cardoso et al. Diálogos internacionais: reflexões críticas do mundo contemporâneo. Organização e apresentação: Glauber Carvalho e Larissa Rosevics. Rio de Janeiro: Perse, 2017. 
 
Sinopse: "Diálogo internacionais: reflexões críticas do mundo contemporâneo" é a consolidação do projeto iniciado em junho de 2014 com a criação de um blog, cuja motivação foi a promoção do debate, o exercício da escrita, da reflexão e da crítica de temas da atualidade e da história com foco, não exclusivo, na cena internacional.  O livro está dividido em 9 seções. A primeira, intitulada “Diálogos com as Relações Internacionais” apresenta os textos de Ingrid Sarti, Mônica Leite Lessa e Williams Gonçalves, nossos professores, orientadores e nossos maiores incentivadores, que discutem a atualidade das Relações Internacionais no mundo contemporâneo, a integração regional e a busca pela autonomia. São os únicos textos cedidos para a publicação que não passaram pelo blog. A segunda seção “Diálogos sobre Economia Política Internacional” é composta pelos textos de Hélio Farias, Patrícia Nasser de Carvalho e André Saboya que nos ajudam a refletir a complexidade do momento atual internacional através do olhar da EPI. Em seguida apresentamos “Diálogos sobre Desenvolvimento” com os textos de Glauber Cardoso Carvalho, Túlio Sene e Luiza Bizzo Affonso, que nos apresentam os dilemas do desenvolvimento em um contexto neoliberalizante. Em “Diálogos sobre Política Externa”, o leitor encontrará textos relevantes sobre paradiplomacia e a necessidade de pensar a política externa como uma política pública, através das perspectivas de Leonardo Granato, Suellen Lannes e Victor Tibau. Na quinta seção retornamos nosso olhar para os “Diálogos sobre Segurança e Defesa”, com os textos de Larissa Rosevics e de Ricardo Zortéa Vieira. Em seguida, os “Diálogos sobre Geopolítica” são promovidos pelos textos de Hélio Farias, Bernardo Salgado Rodrigues e Marcelo Campello. Na sétima seção estão os “Diálogos sobre Integração Regional” com as contribuições de Luiz Felipe Brandão Osório, Glauber Cardoso Carvalho, Larissa Rosevics e Thauan dos Santos. A oitava seção traz os “Diálogos sobre a América Latina”, com a busca pela desconstrução do senso comum promovido pelos textos de Larissa Rosevics, Bernardo Salgado Rodrigues e Licio Caetano do Rego Monteiro. A nona seção denominada “Diálogos com a História Contemporânea” apresenta as análises de Edilson Nunes dos Santos Junior, Julia Monteath de França e Suellen Lannes.
 
(Texto da Apresentação) 
 
 
 
 
 
 
IORIS, Rafael R. Qual desenvolvimento?: os debates, sentidos e lições da era desenvolvimentista. São Paulo: Paco Editorial, 2017.
 
Sinopse: Praticamente varrido de cena nos anos 1990, a “década neoliberal”, o ideário desenvolvimentista retornou fortemente nos anos 2000, trazendo em seu bojo as mais diversas, generosas e sedutoras expectativas. O abrupto e trágico fim desta experiência brasileira recente, dita e o desenvolvimentista, em muito ainda por ser analisada, abriu um conjunto de dúvidas e questionamentos acerca dos limites e possibilidades de projetos como este no país. As contradições que portou desde seu início nos fazem pensar sobre outros momentos de nossa história em que a questão do desenvolvimento esteve na ordem do dia, bem como de seus legados para conjunturas posteriores. O livro de Rafael Ioris, com pesquisa empírica de fôlego, em variadas fontes, acervos e arquivos, orientada por finos operadores teóricos, é contribuição indispensável nesta direção. Revisitando o período Kubitschek, sempre presente nas falas sobre o desenvolvimentismo, mas que ainda carece de análises aprofundadas sobre os vários ângulos de sua complexidade, Ioris avança de maneira decisiva no preenchimento de muitas das lacunas existentes no decifrar desta importante esfinge histórica.
 
(Texto de Marco Aurélio Santana – UFRJ)
 
 
 
 
 
 
MUNIZ, Antônio Walber Matias, (Org.) et al. Integração regional na América Latina: o papel do Estado nas políticas públicas para o desenvolvimento, os direitos humanos e sociais e uma Estratégia Sul - Sul. São Paulo: Paco Editorial, 2016.
 
Sinopse: Este é um livro necessário. O conhecimento sobre os vários aspectos que fazem parte do processo de integração da América Latina é uma condição essencial para compreender as possíveis alternativas de desenvolvimento sustentado e socialmente justo para cada país de nosso continente. Este livro se ocupa basicamente de uma das regiões mais avançadas das Américas em um processo de integração que já tem uma história fundamental. Aqui lemos detalhes das decisões de políticas públicas que devem ser objeto de estudos e propostas cada vez mais ousadas. A obra é uma manifestação da inquietude de uma nova geração de estudiosos que assume a responsabilidade de explorar a complexidade de nossa integração regional para reforçar nosso caminho na direção daquele ideal histórico que Martí chamou a “Pátria Grande”. São passos iniciais, mas já exploram as veredas que nos levarão ao futuro que aspiramos, consciente ou inconscientemente, construir.
 
(Texto da Editora)
 
 
 
 
 
PORFÍRIO, Pablo. Francisco Julião em luta com seu mito: golpe de estado, exílio e redemocratização do Brasil. São Paulo: Paco Editorial, 2016. 390 p.
 
Sinopse: Este livro apresenta a trajetória política de Francisco Julião, o lendário líder das Ligas Camponesas, principal movimento de trabalhadores rurais do Brasil, muitas vezes creditado como o estopim do processo político que culminou no golpe de 64. As Ligas Camponesas foram a maior expressão da luta popular pela reforma agrária, que tinha seu epicentro no nordeste. E Julião, advogado e deputado pelo PSB, falava em nome delas. Neste livro acompanhamos a trajetória política de Julião: a construção de sua relação com as Ligas, os acontecimentos de 1964, o exílio no México, seu retorno ao Brasil após a Lei de Anistia, as dificuldades de sua inserção na nova conjuntura política de redemocratização, sua volta ao México para um autoexílio e sua morte em condições de isolamento e mistério.
 
(Texto da Editora)
 
 
 
 






Patronos

                      










Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento
Av. Rio Branco, 124, sala 1304, 13º andar | Ed. Edson Passos - Centro
Rio de Janeiro, RJ, Brasil. CEP: 20040-001

Tel.: 55 (21) 2220-1829


e-mail: biblioteca@centrocelsofurtado.org.br

Horário de funcionamento:
De 2ª a 6ª feira, das 10h às 13h e das 14h às 18h

Centro Celso Furtado © 2006 - Todos os direitos reservados